Glossário

 

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A: Abreviatura para ampère, unidade de corrente elétrica.

Aberração: Falha ao se produzir uma imagem real em um sistema de lentes ópticas. Algumas aberrações incluem esférica, astigmática e distorção.

Aberração cromática: Distorção de uma imagem originada quando luzes de cores diferentes são focadas em pontos diferentes depois de atravessar uma lente.

Aberração esférica: Distorção de uma imagem, produzida quando a luz que passa pelas bordas de uma lente é focada para pontos diferentes daquele para o qual é focada a luz que passa pelas partes centrais da lente.

aberração sideral: É a mudança aparente no fluxo de luz de uma estrela em relação à Terra, provocada pelo movimento orbital da Terra.

abertura: Diâmetro das lentes ou dos espelhos dos telescópios. A abertura é a característica principal de um telescópio astronômico, determinando quanta luz um telescópio pode reunir.

Aceleração: A taxa de mudança da velocidade. Geralmente expressa em metros por segundo ao quadrado. É uma grandeza vetorial.

Aceleração normal: Sinônimo para Aceleração centrípeta.

acre: Unidade de área correspondente a 4046,9 metros quadrados

Acústica: Estudo das propriedades do som, especialmente sua transmissão.

adesão: Atração molecular entre duas superfícies em contato.

Adiabático: Processo realizado sem que haja qualquer troca de calor.

aerolito: Denominação antiga para meteorito.

afélio: O ponto mais distante que um corpo atinge em sua órbita. Ele está em oposição direta ao Perélio, ou ponto mais próximo ao sol. A Terra está em seu afélio no mês de julho.

Água pesada: Molécula de água (H2O) formada pelo isótopo de hidrogênio com 1 nêutron (o deutério).

Alavanca: Máquina simples formada por uma barra que pode girar em torno de um eixo fixo.

Albert Michelson: (1852 - 1931) Formado em física pela Academia Naval dos Estados Unidos, em 1873; foi professor de Ciências de 1875 a 1879. Durante os dois anos seguintes especializou-se, na Europa, em métodos de medidas óticas de alta precisão, com a finalizade de obter medidas rigorosas para a velocidade da luz. As experiências que ele realizou, juntamente com seu colega E. Morley, além de fornecerem valores altamente precisos para a velocidade da luz, serviram de base para o estabelecimento da Teoria da Relatividade, proposta por Einstein em 1905. Recebeu o Prêmio Nóbel de Física em 1907.


altura: Termo ligado ao estudo da acústica. Um som é dito alto (baixo), quando possui alta (baixa) freqüência.

AM: "Rádio AM", abreviatura para ondas de Amplitude Modulada.

Amedeo Avogrado: (1776 - 1856) Físico italiano que, baseando-se em sua hipótese sobre o número molecular nas amostras gasosas, conseguiu explicar por que os gases se combinam em volumes que conservam uma proporção simples entre si. Ainda com base em sua hipótese, concluiu que os gases hidrogênio, nitrogênio e oxigênio apresentavam-se, na natureza, sob a forma diatômica. Apesar destas idéias terem sido propostas em 1811, elas só vieram a ser totalmente aceitas a partir de 1858, após os trabalhos do cientista italiano Cannizzaro, que estabeleceu um sistema químico baseado na hipótese de Avogrado.

Ampère: Unidade do Sistema Internacional para se medir corrente elétrica.

Amperímetro: Aparelho que mede corrente.

Amplitude: É o deslocamento máximo de uma vibração em torno do ponto de equilíbrio. (Relacionado à ondas).

analema: Se fotografarmos o sol todos os dias durante um ano, sempre na mesma hora e num mesmo local ele não aparecerá na mesma posição, mas formará uma trajetória em forma de 8 conhecida como analema. Veja na nossa seção ´Cotidiano´.

Anders Celcius: (1701 - 1744) Astrônomo sueco, desenvolveu vários trabalhos no campo da astronomia e geociência. Entretanto, seu nome tornou-se mais conhecido pela invenção da escala centígrada de temperatura.

Ângulo crítico: Ângulo de incidência mínimo para o qual um raio luminoso é totalmente refletido em um meio.

Ângulo de incidência: Ângulo entre um raio incidente e a direção normal à superfície de indeidência.

Ângulo de reflexão: Ângulo entre um raio refletido e a direção normal à superfície de incidência.

Ângulo de refração: Ângulo entre um raio refratado e a direção normal à superfície em que é refratado.

Ângulo de refringência: Ângulo de um prima que define a abertura entre as superfícies onde o raio de luz indide e emerge do prisma.

ângulo limite: Veja: ângulo crítico.

ano: Tempo que a Terra leva para orbitar o Sol. O ano que nós usamos é o tropical que se baseia no tempo entre dois equinócios de primavera e dura 365,2422 dias. O ano sideral, que é calculado pela posição da Terra em relação a outras estrelas exceto o Sol, é um pouco mais longo devido a precessão e dura 365,3564 dias. O ano anomalístico, que é o período entre um dos periélios da Terra até o próximo,e, que é afetado pela força gravitacional dos outros planetas, dura 365,2596 dias.

Ano-Luz: É medida astronômica equivalente à distância percorrida pela luz, no vácuo, em um ano. Aproximadamente 9,465.1015 m.

Antimatéria: Matéria composta de átomos com núcleos negativos (antiprótons) e elétrons positivos (pósitrons).

Antinodo: Qualquer parte de uma onda estacionária onde são máximos o deslocamento (amplitude) e a energia.

Antipartícula: Uma partícula que tem a mesma massa de uma outra mas tem valores opostos de outras propriedades como a carga elétrica, o número bariônico e a estranhesa.

antipróton: Antipartícula de um próton; um próton carregado negativamente.

Apogeu: Numa órbita elíptica, o ponto mais afastado do foco em torno do qual a órbita é descrita.(Oposto de perigeu).

armadura: Parte de um motor ou gerador elétrico onde é gerada a força eletromotriz.

Astigmatismo: Defeito do olho devido à córnea ser mais curvada em uma determinada direção do que em outra.

astrometria: É o mapeamento das posições dos corpos celestes no céu. Para os navegantes e os estudiosos as cartas celestes são de suma importância.

aterramento: Um caminho (e.g. fio) que permite que portadores de carga elétrica movam-se livremente para o solo.

átomo: A menor partícula de um elemento; possui todas as propriedades químicas do elemento. Consiste de prótons e nêutrons em um núcleo, circundado por elétrons.

Atrito: Força que oferece resistência ao movimento relativo entre superfícies em contato.

Aurora boreal: Colorido na atmosfera causada por íons vindos do espaço que mergulham na atmosfera.(Ocorrem em regiões próximas aos pólos geográficos).

Auto-indução: Indução de um campo elétrico no interior de uma única bobina, causada pela interação entre as próprias espiras.

Avogrado: Veja: Amedeo Avogrado.

Azimute: Coordenada astronômica que indica o ângulo medido sobre o horizonte, no sentido horário (NLSO), com origem no Norte e extremidade no círculo vertical do astro. O azimute varia entre 0 e 360.

VOLTAR AO TOPO


B

bar: Unidade de pressão correspondente a 100000 Pa.

Bárions: Um Hardron que possui número bariônico +1. Barions são afetados pela "Força Nuclear Forte". Ex: Nêutrons, Prótons e Híperons.

Barômetro: Instrumento usado para medir a pressão armosférica.

Batimentos: Seqüência de reforço (interferência construtiva) e enfraquecimento (interferência destrutiva) de duas ondas superpostas com freqüências diferentes, que é ouvida como um som pulsante.

becquerel: Veja: Bq.

Bel: Unidade de intensidade sonora. O limiar de audição humana é definido como 0
bels (10-12 w/m2). O decibel (dB) é a décima parte do bel.

Bernoulli: Veja: Daniel Bernoulli.

Big Bang: Explosão primordial que teria resultado na criação no nosso universo.

Boltzman: Veja: Ludwig Boltzman.

Boyle: (1627 - 1691) Químico e físico inglês, conhecido por suas experiências pioneiras sobre as propriedades dos gases. Sendo adepto a teoria corpuscular da matéria, que deu origem à moderna teoria Química dos elementos, criticava duramente as idéias de Aristóteles e dos alquimistas sobre a composição das substâncias.

Bq: (becquerel) Unidade usada para medir decaimentos radioativos, corresponde a 1 decaimento por segundo.

BTU: Abreviatura para unidade térmica britânica: "British Thermal Unit".
Buraco de Minhoca: Veja: WormHole

VOLTAR AO TOPO


C

C. Doppler: (1803 - 1853) Físico austríaco que estudou e descreveu o efeito que leva o seu nome. Foi educado no Instituto Politécnico de Viena, tornando-se, mais tarde, diretor do Instituto de Física. escreveu seus primeiros trabalhos no campo da Matemática, mas, em 1842, publicou uma obra, intitulada ´Sobre as cores da luz emitida pelas estrelas duplas´, na qual ele apresenta os fundamentos do efeito Doppler, tanto com o som quanto com a luz.

CA: Abreviatura para Corrente Alternada.

Cal: Abreviatura para Caloria.
calor específico: Num corpo homogênio a sua capacidade térmica é proporcional a sua massa, essa constante de proporção é o calor específico, que indica a quantidade de calor que uma unidade de massa do corpo precisa receber para sua temperatura variar de uma unidade.

Caloria: Unidade de calor requerido para elevar a temperatura de um grama de água em 1 grau Celsius. (1 cal = 4,18 J).

calorimetria: Ramo da física que estuda a troca de energia térmica entre os corpos (calor). Estuda as mudanças de temperatura (calor sensível) bem como as mudanças de estado física dos corpos (calor latente).

Campo de força: Campo existente no espaço ao redor de uma partícula com massa (campo gravitacional), carga elétrica (campo elétrico) ou um imã (campo magnético). De modo que outro corpo com essa mesma propriedade (carga, massa...) sente uma força quando colocada nessa região.

campo elétrico: É um campo de força criado por partículas carregadas eletricamente que permeia o espaço que a circunda de maneira que uma outra partícula carregada ao ser colocada numa região onde exista tal campo recebe uma força elétrica dada por: F=q.E, onde E indica o vetor campo elétrico. Veja também: campo de força.

capacidade termica: Grandeza física que mede a quantidade de calor (energia térmica) que um determinado corpo deve receber (ceder) para aumentar (deminuir) sua temperatura em uma unidade.

Capacitância: Propriedade de um dispositivo elétrico de armazenar carga quando submetido a uma diferença de potencial. C = Q/V.

Capacitor: Dispositivo elétrico usado para armazenar carga elétrica (e campo elétrico) num circuito.

Capilaridade: A subida de um líquido pelo interior de um tubo oco muito estreito. (Como acontece com a seiva de uma árvore).

carga elementar: Menor unidade de carga elétrica que pode ser encontrada livre na natureza. Corresponde a carga elétrica do elétron (ou próton). Equivale a 1,6.10^(-19)C.

carga elétrica: Propriedade elementar das partículas responsável pelo eletromagnetismo. Ocorre na natureza em duas formas, convencionalmente atribuídas como positiva e negativa. Veja também: carga elementar.

carga elétrica elementar: Veja: carga elementar.

Carnot: Veja: Sadi Carnot.

catenária: Nome dado a curva formada por uma fio em suspensão na presença de um campo gravitacional uniforme. Ex: Varal de roupas, fios da rede elétrica, etc. Sua equação é dada por: Y = a.cosh(x/a), onde cosh() indica o cosseno hiperbólico.

cc : Abreviatura para Corrente Contínua.

Celcius: Veja: Anders Celcius.

centi-: Um centésimo. Prefixo colocado em unidades físicas para indicar a fração de 0,01.

Centro de massa: Ponto no centro de uma distribuição de massa onde se pode considerar que esteja concentrada toda a sua massa.

Chadwick: Veja: J. Chadwick.

Cherenkov: Veja: Radiação de Cherenkov.

Christian Huyghens: (1629 - 1695) Filho de uma rica e importante família holandesa, estudou na universidade de Leiden, morou vários anos em Paris, sendo membro fundador da Academia de Ciências da França. Astrônomo, matemático e físico, entre seus trabalhos podemos destacar o estabelecimento da teoria ondulatória da luz, uma série de observações astronômicas dos anéis de saturno e várias contribuições à Dinâmica dos corpos.

Ci: (Curie) Unidade de medida de velocidade de decaimento radioativo. Corresponde a 3,7.10^10 Bq.

Ciclotron: Tipo especial de acelerador de partículas em forma circular.

cinemática: Parte da física que se dedica ao estudo dos movimentos dos corpos, sem se preocupar com as causas desse movimento.

Clássica (Física): A física baseada em conceitos firmados antes da relatividade e da mecânica quântica. Em conformidade com a mecânica de Newton e o eletromagnetismo de Maxwell.

Clausius: Veja: Rudolf Clausius.

Colisão elástica: Colisão em que os objetos envolvidos ricocheteam sem que ocorram deformações permanentes ou geração de calor; em outras palavras, é a colisão onde ocorre conservação da energia mecânica do sistema.

compressão: A compressão de determinado objeto é uma medida da sua deformação espacial, da diminuição de alguma de suas dimensões.

Comprimento de onda: Distância entre partes idênticas sucessivas de uma onda.

Condensação: Mudança de fase de um gás em um líquido. (Oposto de evaporação).

Condutância: O inverso da resistência. A unidado do S.I é o siemens, embora seja constantemente utilizado o mho (em oposição a ohm - resistência).

Conservação da Quantidade de Movimento: Veja: Conservação do momento linear.

Conservação do Momento Linear: Numa visão simplificada a conservação do momento linear (quantidade de movimento) é uma conseqüência direta da 3- lei de Newton (ação e reação). A conservação do momento linear é uma das leis mais fortes da física e diz que se a resultante das forças que atuam em um sistema for nula, o momento linear desse sistema não se altera.

Constante de Planck: Constante largamente utilizada no estudo da Mecânica Quantica. Abreviatura: ´h´. Valor no S.I. 6,626x10(-34)J.s. Vija também na seção ´Constantes e S.I.´.

Convecção: Modo de transferência de calor pelo transporte da própria substância ocorrido em fluidos através das correntes de convecção.

coplanar: Duas retas são coplanares quando estão contidas em um mesmo plano. Na fisica, no estudo da óptica, os raios incidente, refletido e refratado são coplanares.

Corrente Induzida: Veja: Indução Eletromagnética

Cosmologia: Estudo da origem e evolução do universo como um todo.

Coulomb: Unidade do S.I. que mede carga elétrica. Def: Carga que atravessa um fio durante 1s quando por este passa uma corrente de 1A (veja definição de Ampère na nossa seção Constantes e S.I.).

Crista: A parte mais alta de uma onda (onde a perturbação é máxima).

Curie: Veja: Ci.

VOLTAR AO TOPO


D

Daniel Bernoulli: (1700 - 1782) Membro de uma famosa família de matemáticos e físicos suíços. Foi professor de Matemática na Academia de Ciências da Rússia. Além de suas contribuições para o desenvolvimento da Teoria Cinética dos Gases, publicou tratado sobre as marés. Entretanto, seu trabalho de maior vulto foi realizado no campo da Hidrodinâmica.

dB: Abreviatura para decibel.

dBm: Medida de potência sonora calculada através da expressão: I = 10*Log(P). Onde P é a potência do som em mW.

ddp: Abreviatura para Diferença de Potencial

delta: a letra grega ´delta´ em física indica variação, difereça entre o fim e o começo de uma dada grandeza.

Densidade: A massa por unidade de volume de uma substância. Usualmente medida em kilograma por metro cúbico.

Descartes: Veja: René Descartes.

deslocamento: Vetor que liga a posição inicial à final de um dado movimento.
Deutério: Isótopo do Hidrogênio que possui massa atômica = 2. (Possui um nêutron).

Difração: Desvio da luz quando passa próximo de um obstáculo ou através de uma fenda estreita, causando faixas claras e escuras num anteparo próximo.

Dilatação Térmica: Variação das dimensões de um corpo divido à variação da temperatura. Ao se esquentar/esfriar um corpo, seus átomos e moléculas constituintes aumentam/diminuem sua agitação, alterando o tamanho do corpo.

dinâmica: Parte da mecânica que estuda o movimento dos corpos e sua causa.

Diodo: Dispositivo eletrônico que permite a passagem de corrente em apenas um sentido num circuito.

dioptria: Unidade usada para medir a vergência de uma lente. Corresponde ao inverso da distância focal (1/f) com esta última medida em metros.

Dispersão: Decomposição da luz em cores dispostas de acordo com sua freqüência devido a interação com um prisma, por exemplo.

doppler: Veja: efeito doppler.

VOLTAR AO TOPO


E

Eclipse Lunar: Ocorre quando a terra se posiciona entre o sol e a lua, projetando sua sombra sobre a lua. Ocorre apenas na fase ded lua cheia.

Eclipse Solar: Ocorre quando a lua se posiciona entre a terra e o sol, projetando uma sombra na superfície da terra. Ocorre apenas na fase de lua nova.

Eco: Efeito causado pela reflexão do som, sentido como um prolongamento/repetição do som.

Efeito Doppler: Alteração da freqüência aparente de uma onda (sonora ou luminosa) devido ao movimento relativo entre a fonte e o receptor.

Efeito fotoelétrico: Veja a nossa seção de física moderna.

Efeito Magnus: Desvio sofrido por um corpo em rotação na presença de um fluido. Veja na nossa seção Cotidiano!

Eletrodinâmica: Estudo de correntes elétricas. (Cargas elétricas em movimento).

Eletrodo: Terminal de uma bateria.

Eletroímã: Ímã cujas propriedades magnéticas são intensificadas pela passagem de uma corrente elétrica.

eletromagnetismo: Ramo da física que estuda os fenômenos elétricos e magnéticos. Teve seu desenvolvimento moderno graças às famosas equações de Maxwell.

Eletron-Volt: Quantidade de energia que equivale à energia cinética adquirida por um elétron ao atravessar uma queda de potencial de 1 volt. Equivale a 1,602.10-19 J. Abreviatura: eV.

Eletrostática: Parte do eletromagnetismo que se dedica ao estudo da interação entre cargas elétricas em repouso.

elocidade instantânea: Grandeza física vetorial que indica a taxa instantânea da variação do espaço em função do tempo.

Empuxo: Força que age em um corpo quando submerso em um fluido.

Endotérmica: Termo empregado em uma reação química que retira calor de sua vizinhança.

endotérmico: Termo atribuído a um processo termodinâmco que absorve calor.

energia cinética: Energia atribuída a um corpo pelo seu estado de movimento (velocidade). Em física clássica (válida para velocidades muito menores que a velocidade da luz) é dada por m.v.v/2.

Energia interna: A energia total armazenada nos átomos e nas moléculas dentro de uma substância.

Energia mecânica: Soma das energias potencial e cinética de um corpo.

Energia potencial: Energia armazenada por um corpo pelo fato de ele estar em determinada posição e na presença de uma força conservativa. Ex: Energia Potencial Gravitacional, Elétrica e Elástica.

Entropia: Medida do grau de desordem de um sistema.

Equações de Maxwell: Conjunto de quatro equações diferenciais que descrevem completamente a eletrodinâmica clássica. Não são estudas no ensino médio devido ao uso de cálculo integral e diferencial em sua formulação.

equidistante: Termo matemático que significa: ´a uma mesma distancia´.

Equilíbrio térmico: Estado em que dois ou mais objetos atingem a mesma temperatura, cessando as trocas de calor.

erg: Unidade de energia no sitema CGS, corresponde a 10^-7 J.

Ernest Rutherford: (1871 - 1937) Cientista inglês que influenciou gerações de físicos e cuja importância no pensamento científico pode ser comparada a de Faraday e Newton. Lançou as bases para o desenvolvimento da física nuclear, tendo proposto um modelo ca constituição atômica, denominado de ´Átomo de Rutherford´. Recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1908.

escalar: veja: grandeza escalar.

espaço: Conceito primitivo. Na visão Newtoniana é a arena onde ocorrem os fenômenos, sendo imutável e absoluto. Visão esta modificada pela Relatividade Geral de Einstein.

Espectroscopia: Estudo do espectro de radiação emitido por um corpo. Cada atomo, molécula, ou qualquer outro corpo emite radiação em regiões do espectro bem definidas, que servem como uma ´impressão digital´ do corpo. O estudo das raias espectrais do hidrogenio, por exemplo, foi crucial para o desenvolvimento da mecânica quântica.

Estática: Ramo da mecânica que estuda o equilíbrio de forças que atuam em corpos que estejam em repouso ou movimento retilíneo uniforme.

Estrela: Um objeto celestial que emite luz própria, como o sol, que gera energia nuclear em seu interior. Estrelas não são distribuídas uniformemente pelo universo, elas são agrupadas em galáxias, como a via-láctea. A tempo de vida de uma estrela é relacionado a sua massa.

eV: Abreviatura para "Eletron-Volt".

Exotérmica: Termo empregado em uma reação química que libera calor para sua vizinhança.

VOLTAR AO TOPO


F

F: (Faraday) Unidade de carga elétrica largamente utilizada em química, corresponde a 96487 C.

f.e.m.: Abreviatura para Força Eletro-Motriz.

Faraday: Veja: F.

fermi: Unidade de comprimento correspondente a 10^-15 m.

Fibra Óptica: Cabo utilizado para transmissão de dados cujo funcionamento baseia-se na tranmissão de pulsos de luz no seu interior. Só é possível graças ao fenômeno da reflexão interna total.

Física Moderna: Termo utiliado para descrever a nova física que surgiu no início do século XX, se referindo basicamente à teoria quântica e à relatividade. Veja nossa seção especial sobre esse assunto!

Fissão: Processo nuclear onde um núcleo pesado dá origem a novos núcleos (mais leves). Em geral esse processo é estimulado pelo bombardeamento de neutrons no núcleo alvo. Processo utilizado nas bombas atômicas.

Fizeau: Veja: Louis Fizeau.

fluido: Qualquer sistema capaz de escoar ou fluir, como líquidos e gases. Definimos fluidos como aqueles corpos que não oferecem resistência a esforços de cisalhamento.

FM: Rádio FM. Abreviatura para Freqüência Modulada.

Fogo: Veja: Plasma.

Força Centrífuga: É uma força inercial, ou seja, pode ser cancelada se estudarmos o problema através de um referencial apropriado. A força centrífuga aparece ao estudarmos movimentos circulares em um referencial que esteja localizado no proprio corpo estudado. As leis de newton, como as estudamos, se aplicam apenas em referenciais inerciais, não havendo, portanto, forças centrífugas nesses referenciais.

força conservativa: É uma força cujo trabalho para transportar um corpo só depende do início e do fim do trajeto, e independe de como o corpo foi levado de um ao outro. Uma definição equivalente é que o trabalho realizado por uma força conservativa em um caminho fechado é identicamente nulo. Exemplos são a força gravitacional, a elétrica e a elástica. A força não conservativa mais comum é a força de atrito. Associada a uma força conservativa está uma energia potencial.

Força forte: Força com que os núcleons se atraem no interior de um núcleo, responsável pela coesão dos prótons e nêutrons.

Força fraca: É a força que atua no interior dos núcleos, responsável pelos decaimentos atômicos.

Força normal: Força exercida pela superfície de um meio quando um corpo é posto em contato com ela. Ex: Um bloco em repouso parado sob uma mesa, a força que a mesa faz nesse bloco é a força normal, que nesta situação equilibra o peso. Obs.: A força normal é sempre perpendicular à superfície e NEM sempre tem mesmo módulo da força peso.

força peso: Veja: peso.

forças elementares: Veja: forças fundamentais.

forças fundamentais: Todas as interações existentes do universo são resultado de uma das quatro forças fundamentais (em ordem decrescente de magnitude): Nuclear Forte, Eletromagnética, Nuclear Fraca e Gravitacional.
forças fundamentais da natureza: Veja: forças fundamentais.

Fóton: Corpúsculo de radiação eletromagnética (uma espécie de átomo da luz).

Foucault: Veja: Leon Foucault.

Fusão: O processo de se formar novos núcleos atômicos pela união de núcleos mais leves. A energia liberada pela fusão do Hidrogênio em Hélio, por exemplo, é o combustível do Sol.

Fusível: Dispositivo de um circuito elétrico que interrompe a passagem da corrente quando esta atinge um valor acima do desejado.

VOLTAR AO TOPO


G

Galáxia: Uma enorme quantidade de estrelas, poeira e gás que permanecem juntos devido a força gravitacional. São usualmente classificadas como elípticas, espirais ou irregulares.

Galvanômetro: Instrumento usado para detectar corrente elétrica. Utilizado em equipamentos como Voltímetro e Amperímetro.

gap: Termo inglês bastante utilizado em livros de física que indica intervalo, diferença.

Geodésica: O caminho mais curto entre dois pontos qualquer de uma superfície.

grad: (grado) Unidade de ângulo plano, corresponde a fração de 1/400 de uma volta completa.

grado: Veja: grad.

Graham Bell: (1847 - 1922) Cientista inglês que viveu por muitos anos nos Estados Unidos, trabalhando inicialmente no campo da dicção e correção da fala. Fundou, na cidade de Boston, uma escola para treinamento de professores de surdos sendo, então, designado professor de fisiologia voval na universidade desta cidade. Desenvolvendo trabalhos no campo da telegrafia, seus estudos culminaram com a invenção do telefone, que ele patenteou em 1876;

grandeza escalar: Grandeza física cuja determinação necessita apenas de um número e uma unidade. Ex.: massa, tempo, etc... Em oposição às grandezas vetoriais, que necessitam ainda de uma direção e um sentido.

grandeza vetorial: Uma quantidade na qual a magnitude e a direção precisam ser determinadas. Força, velocidade e campo são bons exemplos de grandezas vetoriais. Essas grandezas são usualmente escritas com uma pequena seta acima do letra que a indica.

gravidade: A lei da gravidade, inicialmente proposta por Newton, afirma que duas massas puntiformes se atraem com uma força diretamente proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre os corpos. Um visão moderna da gravitação é dada pela teoria da relatividade geral, formulada por Einstein em 1915, que trata a atração gravitacional como uma conseqüência da curvatura do ´espaço-tempo´.

gravitação universal: Veja: gravidade.

Grávitron: Quantum de gravidade, partícula que ainda não foi detectada mas que, teoricamente, seria responsável pela interação gravitacional.

VOLTAR AO TOPO


H

H: 1. Símbolo que caracteriza o átomo de Hidrogênio; 2. Abreviatura para ´Henry´, unidade do S.I. para indutância. 1H é a indutância de um circuito fechado em que é induzida uma fem de 1V quando a corrente varia a uma taxa constante de 1A/s.

ha: (Hectare) Unidade de área correspondente a 10000 m^2.

Hádron: Partícula nuclear que sofre os efeitos da força nuclear forte (Veja: Força Forte).

Hamiltoniano: Símbolo: H. Uma função que expressa a energia de um sistema em função do momento linear (quantidade de movimento) e da posição de cada partícula que compõe o sistema.

Hectare: Veja: ha.

hecto-: Símbolo: h. Um prefixo utilizado no sistema métrico que denota 100X.

Heinrich Hertz: (1857 - 1894) Doutorou-se em física em 1880 na Universidade de Berlim sendo, mais tarde, designado professor de Física na Universidade de Bonn. Foi o primeiro cientista que conseguiu receber ondas de rádio, mostrando que elas possuíam as mesmas propriedades da luz. Como conseqüência, ele estabeleceu definitivamente que a luz é uma onda eletromagnética. Em homenagem a Hertz, durante muitos anos as ondas de rádio foram denominadas ´ondas hertzianas´.

henry: Símbolo: H. Unidade do S.I para indutância. 1 henry é a indutância de um circuito que produz uma ddp de 1 volt quando submetido a uma corrente que varia a uma taxa de 1 A/s.

Hertz: Veja: Heinrich Hertz.

Hertz (Hz): Unidade do SI para freqüência. Equivale a uma vibração por segundo.
Hidrodinâmica: Ramo da física que estudo os fluidos em movimento. As equações mais comuns são as da continuidade e a eq. de Bernoulli.
higrômetro: Instrumento utilizado para medir a humidade do ar.
homogêneo: Diz-se do corpo que possui as mesmas propriedades em toda a sua extensão.

horsepower: Veja: hp.

hp: (horsepower) Unidade de potência usada geralmente para aferir a capacidade de motores. Corresponde a 745,7 W.

Huyghens: Veja: Christian Huyghens.

VOLTAR AO TOPO


I

Impulso: Produto da força que atua num sistema pelo intervalo de tempo pelo qual ela age. (Acarreta uma variação na quantidade de movimento do sistema).
Índice de refração(n): Razão entre a velocidade de propagação da luz no vácuo e a velocidade de propagação da luz num determinado meio.
Indução Eletromagnética: Resultado da lei de Faraday do eletromagnetismo: A variação do fluxo do campo magnético induz um campo elétrico (uma força eletromotriz) que por sua vez é capaz de gerar uma corrente induzida no circuito.

Indutância: Característica de um componente elétrico que mede a razão do fluxo magnético por unidade de corrente elétrica que o atravessa.

Inércia: Propriedade da matéria que a faz resistir a qualquer mudança em seu estado de movimento. A massa de um corpo é uma medida de sua inércia. Veja também: Lei da inércia.

infrasom: Ondas sonoras com freqüências inferiores a 20 hertz. (Inaudíveis ao ouvido humano).

Intensidade: Potência por unidade de área de uma onda. No caso de ondas sonoras, é freqüentemente medida em decibéis.

Interferência: O resultado da superposição de diferentes ondas. Pode ser construtiva ou destrutiva. A construtiva resulta em um aumento da amplitude da onda, já a destrutiva faz com que a amplitude diminua.

Íon: Um átomo que perdeu ou ganhou elétrons tornando-se positivamente carregado (cátion) ou negativamente carregado (anion).

isobárico: Nome que se dá ao processo termodinâmico que ocorre a uma pressão constante.

isocórico: Nome que se dá ao processo termodinâmico que ocorre a um volume constante.

isotérmico: Nome que se dá ao processo termodinâmico que ocorre a uma temperatura constante.

Isótopos: Átomos cujos núcleos possuem o mesmo número de prótons, mas diferentes números de nêutrons.

isotrópico: Diz-se do meio cujas propriedades físicas são as mesmas, em qualquer direção.

VOLTAR AO TOPO


J

J. Chadwick: Físico inglês, recebeu o Prêmio Nobel de Física em 1935 pela descoberta do nêutron. Trabalhou com o famoso cientista E. Rutherford, investigando a natureza dos números atômicos.

Jean-Baptiste Perrin: (1870 - 1942) Professor de físico-química na Universidade de Paris, estudou experimentalmente o movimento borwniano, confirmando as previsões teóricas de Einstein. Estes trabalhos contribuíram para o estabelecimento definitivo da natureza atômica da matéria. Observando partículas em suspensão em um líquido, ele conseguiu obter dados relativos ao tamanho das moléculas e sobre o número delas em um dado volume, chegando, assim, a obter o número de Avogrado. Ganhou o Prêmio Nobel de Física em 1926.

Josef Stefan: (1835 - 1893) Físico austríaco, cujo trabalho mais importante se refere ao comportamento dos corpos negros, chegando a conclusão de que a energia por eles irradiada é proporcional à quarta potencia de sua temperatura absoluta. Foi professor de física na universidade de Viena, chegando a ocupar a direção do Instituto de Física desta universidade. Cinco anos após ter chegado empiricamente à lei sobre a radiação do corpo negro, ela foi deduzida teoricamente por seu colega L. Boltzman, outro físico austríaco de renome. Por esse movito a lei mencionada recebeu o nome de ´lei de Stefan-Boltzman´.

Joseph-Louis Gay Lussac: (1778 - 1850) Químico e físico francês que, além de suas investigações sobre o comportamento dos gases, desenvolveu várias técnicas de análises químicas e foi um dos fundadores da meteorologia. Usando balões meteorológicos, estudou os efeitos da altitude no magnetismo terrestre e na composição do ar. Deve-se, ainda, a ele, a obtenção dos elementos potássio e boro e a identificação do iodo como elemento químico.

Joule: Unidade do Sistema Internacional para trabalho e energia. Equivale ao trabalho realizado quando uma força de 1 Newton move, ao longo da direção da força, uma massa de 1 kg por uma distância de 1 m.

VOLTAR AO TOPO


K

Kelvin (Símbolo: K): A unidade do sistema internacional para temperatura. Definida como a fração 1/273.16 da temperatura do ponto triplo da água.

kgf: Veja: Kilograma-força.
Kilograma-força: Unidade de força equivalente ao peso de uma massa de 1kg. Com g = 9,81 m/s^2 temos 1kgf = 9,81N.

VOLTAR AO TOPO


L

Laser: Instrumento óptico que produz um feixe de luz coerente (mesma fase e freqüência). Abreviatura para "Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation".

Latitude: Coordenada geográfica utilizada para localizar pontos na superfície terrestre. Indica o ângulo entre o equador e o ponto considerado. Varia de 0 a 90o, sendo 0 no equadro e 90 nos pólos.
Lei da gravitação universal: Veja: gravidade.
Lei da inércia: Sua versão original foi proposta por Galileu, que já dizia que ´na ausência de atritos´ um objeto não pararia, em oposição ao pensamento aristotélico, que afirmava que um corpo necessitava de uma força para manter o seu movimento. A formulação atual, dada pela 1- lei de Newton afirma que se a resultante das forças que atuam sobre um corpo é nula então esse corpo ou está parado ou em movimento retilíneo uniforme.
Lei de Boyle: Para uma determinada massa de gás mantido a uma temperatura fixa, o produto da pressão pelo volume é sempre constante.

lei de gauss: Lei do eletromagnetismo que atesta que o fluxo de campo elétrico que atravessa uma superfície fechada é proporcional a carga contida dentro dessa superfície.

lei zero da termodinâmica: Veja: leis da termodinâmica.

Leibnitz: Veja: Wilhelm Leibnitz.

leis da termodinâmica: A termodinâmica consiste de 4 leis: Lei zero: Se dois sistemas esão em equilíbrio térmico com um terceiro então eles têm que estar em equilíbrio térmico entre si. Primeira (conservação da energia): A variação da energia interna de um sistema é dada pela quantidade de calor que este recebe menos o trabalho que este realiza. Segunda (desordem): Um sistema termicamente isolado sempre evolui para o estado de maior entropia. Terceira: A entropia de um sistema tende a um valor constante So quando a temperatura absoluta vai a zero.

Leis de Kirchooff: Duas leis relacionadas a circuitos elétricos. 1) A soma algébrica de todas as correntes que passam por um nó do circcuito é zero. (Em outras palavras... tudo que chega... sai!). b) Ao se percorrer uma malha do circuito e voltar ao mesmo ponto de origel, a ddp total atravessada é zero.

Leon Focault: (1819 - 1868) Cientista francês que, tendo sido educado inicialmente para ser médico, acabou tornando-se um físico experimental de grande habilidade. Trabalhou com Fizeau, desenvolvendo técnicas de grande precisão para a medida da velocidade da luz. Um de seus trabalhos mais conhecidos é aquele realizado com um pêndulo, no Panteon de Paris, demonstrando experimentalmente a rotação da Terra em torno de seu eixo (Pêndulo de Focault). Por este trabalho, ele recebeu um prêmio da Real Academia de Ciências de Londres, sendo designado físico do Observatório Imperial de Paris.

Lépton: Classe de partículas elementares não envolvidas com a força nuclear. São exemplos de léptons os elétrons, o múon, o tau e seus respectivos neutrinos.

Liga: Mistura sólida composta por dois ou mais metais ou de um metal com um não metal.

Longitude: Coordenada geográfica utilizada para localizar pontos na superfície terrestre. Indica o ângulo entre o meridiano de Greenwich e o ponto considerado. Varia de 0 a 180o, sendo 0 no meridiano de greenwich e 180 na linha internacional da data.

Lord Kelvin: (1824 - 1907) Engenheiro, físico e matemático inglês cujos trabalhos contribuíram enormemente para o desenvolvimento científico do século XIX. Foi um dos responsáveis pelo lançamento do primeiro cabo submarino através do oceano Atlântico. Dentre suas contribuições científicas destaca-se a criação da escala absoluta de temperatura.

Louis Fizeau: (1819 - 1896) Físico frances cujo trabalho mais notável constituiu em determinar, com boa precisão, o valor da velocidade da luz, realizando experiências na superfície da terra (não astronômica). Desenvolveu diversos trabalhos sobre o calor e a luz, sendo o primeiro a interpretar corretamente o efeito Doppler observado com a luz proveniente de estrelas. em 1860 tornou-se membro da Academia Francesa de Ciências e foi indicado, em 1863 para professor de Física na Escola Politécnica de Paris.

Ludwig Boltzman: (1844 - 1906) Físico austríaco e professor de matemática e física em várias universidades da Europa. Seu principal trabalho foi o desenvolvimento da Mecânica Estatística, que permite explicar como as propriedades visíveis da matéria são determinadas pelas características do grande número de átomos ou moléculas que constituem esta matéria.

Luz: A forma de radiação eletromagnética para a qual o olho humano é sensível.

VOLTAR AO TOPO


M

Maser: Similar a laser porém com freqüências de microondas.

Massa crítica: Massa mínima de material físsil capaz de sustentar uma reação nuclear

massa específica: É a razão da massa pelo volume de uma substância.

Matéria escura: Matéria invisível e não identificada, porém necessária para justificar a coesão das estrelas nas galáxias, cálculos estimam que a porcentagem de matéria escura seja cerca de 90% de toda a matéria do universo.
material supercondutor: Veja: supercondutor.

MCU: Abreviatura para movimento circular uniforme. Movimento que é realizado em uma trajetória circular com velocidade escalar constante.

Mecânica: Ramo fundamental na física que se procupa com o movimento dos corpos e suas causas. É dividida em : cinemátida, dinâmica e estática. O ponto máximo de toda a mecânica são as famosas três leis de Newton.

Mecânica Quântica: Veja a nossa seção de Física Moderna.
mecânica relativística: Estudo da mecânica com as correções previstas na teoria da relatividade de Einstein. Veja mais na nossa seção sobre Física Moderna.

mega-: Um milhão. Prefixo colocado em unidades físicas para indicar um múltiplo de 1.000.000 da unidade.

Meia vida: Tempo necessário para que o número de isótopos radioativos de uma amostra de seduz à metade da quantidade inicial.

Méson: Partícula elementar com pelo atômico nulo; participa da interação forte.

MHS: Abreviatura para Movimento Harmônico Simples. É o movimento de um corpo quando sujeito a uma força restauradora proporcional ao seu deslocamento (F = -kx). Um bom exemplo são as pequenas oscilações de um corpo preso a uma mola.
Michelson: Veja: Albert Michelson.
micro-: Um milionésimo. Prefixo colocado em unidades físicas para indicar a fração de 0,000001.

Microondas: Ondas eletromagnéticas com comprimentos de ondas maiores que os das ondas infravermelhas porém menores que os das ondas de rádio.
mili-: Um milésimo. Prefixo colocado em unidades físicas para indicar a fração de 0,001.

Mol: Símbolo: mol. A unidade do S.I. que relaciona a quantidade de matéria. É igual a quantidade de átomos de carbono-12 em uma massa de 0,012 kg.

Momento Angular: Grandeza física análoga ao momento linear (quantidade de movimento) para rotações. Matematicamente tempos: ´L = Q.r.sen(x)´ Onde Q é a quantidade de movimento, r é a distância da partícula à origem do sistema e x é o angulo que a velocidade da partícula forma com o vetor posíção da mesma.

momento linear: Sinônimo para ´quantidade de movimento´.

Momentum: Sinônimo para Quantidade de Movimento.

Movimento browniano: Movimento aleatório de minúsculas partículas em suspensão em um gás ou líquido, resultante do bombardeamento das partículas pelas moléculas do sistema. Foi o movimento browniano de partículas de pólen em água que levou Einstein, em 1905 a deduzir o número de avogrado.

movimento circular uniforme: Veja: MCU

Movimento Harmônico Simples: Veja: MHS.

movimento progressivo: diz-se do movimento em que o corpo se desloca no mesmo sentido do referencial adotado. (Velocidade > 0).

movimento retilíneo uniforme: Veja: MRU.

movimento retrógrado: diz-se do movimento em que o corpo se desloca no sentido contrário ao referencial adotado. (Velocidade < 0).

movimento uniforme: Dito do movimento cuja velocidade escalar não varia com o tempo.

movimento uniformemente variado: termo dado no estudo da cinemática ao movimento em que a aceleração escalar do corpo é constante e diferente de zero, ou seja: quando o módulo de sua velocidade aumenta linearmente com o tempo.

mph: Abreviatura para milha por hora, velocidade correspondente a 0,44704 m/s.

MRU: Abreviatura para Movimento Reilíneo Uniforme. Termo usado para descrever o movimento unidimensional à velocidade constante.

Múon: Partícula elementar da classe dos léptons. Tem uma vida curta, e uma massa 207 vezes maior que a do elétron. Pode ser positiva ou negativamente carregada.

muv: Abreviação para : Movimento Uniformemente Variado. Dito do movimento que possui aceleração escalar constante.

VOLTAR AO TOPO


N

Nadir: Coordenada astronômica que denomina o ponto diametralmente oposto ao Zênite.

nano: Símbolo: (n). Prefixo do S.I. que indica 10^(-9). Ex.: 1nm = 0,000000001.

Nêutron: Partícula elementar neutra, um dos dois tipos de nucleons que formam o núcleo atômico.

newton (N): Unidade do SI para força. É a força que, quando aplicada a um corpo com 1 kg de massa, produz uma aceleração de 1 m/s2.

notação científica: para se evitar números extensos demais nos cálculos físicos como 0,0000000000123 ou 87830200000000 se convencionou escrever todos eles como forma de ´notação científica´, que consiste em se colocar apenas um digito não nulo antes da vírgula e os demais algarísmos significativos como decimais, exprimento também a potência de dez ao qual o número se refere. Ex: 12345 se tornaria: 1,2345.10^4 .

Número de Mach: É a razão entre a velocidade relativa de um fluido e um corpo rígido com a velocidade do som naquele meio sob as mesmas circunstâncias de temperatura e pressão. Se o número de Mach é maior do que 1, o corpo estará se deslocando a uma velocidade supersônica.

Número de Onda: Símbolo: k. O número de ciclos de uma onda por unidade de comprimento. É o recíproco do comprimento de onda.

VOLTAR AO TOPO


O

Ocular: Lente do telescópio localizada mais próxima ao olho; ela amplia a imagem real formada pela primeira lente.

Onda: Uma perturbação que se repete regularmente no espaço e no tempo, transmitida de um lugar para outro sem que haja transporte de matéria.

Onda estacionária: Padrão de onda formado em um meio quando duas ondas idênticas o atravessam em sentidos opostos. A onda resultante aparenta não estar se propagando, daí o nome.

Opaco: Diz-se dos materiais que absorvem luz sem reemiti-la, em outras palavras, aqueles materiais que a luz não consegue atravessar.

Óptica: Ramo da física que estuda a luz. É dividida em dois ramos: Óptica geométrica: que estuda a propagação da luz e a formação de imagens, regida basicamente pelas leis da reflexão e refração. Óptica física: Trata a luz como uma onda eletromagnética, explicando fenômenos como a interferência e a difração da luz. Modernamente, toda a óptica é regida pelas leis de Maxwell do eletromagnetismo.

Óptica física: Veja: Óptica.

Óptica geométrica: Veja: Óptica.

Orbital: Região de maior probabilidade de se encontrar um elétron num átomo ou molécula.

ortogonal: Duas retas são ditas ortogonais quando formam entre si um ângulo reto (90o).

Oxidação: Processo químico no qual um elemento ou molécula perde um ou mais elétrons.

oz: (Onça) Unidade de massa correspondente a 28,349523125 g.

VOLTAR AO TOPO


P

Pa: Abreviatura para Pascal - unidade de pressão equivalente a 1 Newton por metro quadrado.

Parábola de segurança: Num objeto em lançamento oblíquo, a parábola de segurança é o contorno de todas as tragetórias possíveis, fixando-se a velocidade de lançamento e variando-se o ângulo que a velocidade inicial faz com a superfície.

Paralaxe: Deslocamento aparente de um objeto quando observado a partir de duas posições diferentes; muito usado para calcular distâncias entre as estrelas mais próximas e a terra.

Parsec: Veja: pc.

Partícula alfa: Núcleo de um átomo de hélio, formado por dois prótons e dois nêutrons, emitida em diversos processos de decaimento atômico.
Partícula beta: Elétron (ou antielétron) emitido durante o decaimento radioativo de certos núleos.

pascal: Veja: Pa.

pc: (Parsec) Unidade de distância astronômica correspondente a 3,08567818585.10^6 m.

Pé: Unidade de comprimento correspondente a 30,48 cm.

Periélio: O ponto de uma órbita de um planeta, cometa ou satélite artificial em órbita solar que se encontra mais próximo do sol. A terra, por exemplo, alcança o periélio por volta do dia 3 de janeiro.

Perigeu: Veja apogeu.

Peso: A força gravitacional pela qual um corpo é atraído para a terra.

peso aparente: Num referencial acelerado (e.g. um planeta em rotação) a aceleração com que um caorpo cai na superfície do planete é menor do que ´g´, devidos a essa rotação. Essa nova aceleração é chamada de gravidade aparente e a correspondente força de ´peso aparente´.

peso específico: É a medida do peso por unidade de volume de um corpo: P/V. Pode ser calculado multiplicando-se a densidade do corpo pela gravidade local.

pi: (em grego) Constante matemática (número irracional) largamente utilizada em física definida como a razão entre o comprimento de uma circunferência e seu diâmetro, seus primeiros digitos são: 3,1415926535897932384626433832795.

Planck: Grande cientista e um dos pais da Mecânica Quântica, aprenda mais sobre ele na nossa seção Grandes Cientistas.

Plasma: O quarto estado físico da matéria. É basicamente um gás em alta temperatura, os elétrons se depreendem dos núcleos, formando íons. Um bom exemplo é o fogo.

pluviômetro: Instrumento utilizado para medir a quantidade de chuva que cai num local em um determinado período.

polarização: Nome do processo de se polarizar uma onda, i.e., fazê-la oscilar numa direção específica.

polarização da luz: A luz, sendo uma onda eletromagnética transversal, onde a direção de oscilação dos campos elétricos e magnéticos é perpendicular à direção de sua propagação, pode ser polarizada. Um feixe de luz é dito polarizado quando toda luz contida nele está oscilando num mesmo plano.

polegada: Unidade de comprimento correspondente a 2,54 cm.

ponto crítico: Temperatura a partir da qual o vapor se transforma em gás, ou seja, a partir dessa temperatura, por maior que seja a pressão sofrida, a substância não irá se liquefazer nem solidificar.

ponto de equilíbrio: Posição onde a força resultante que atua no corpo é nula. Um corpo aí colocado com velocidade inicial nula permanecerá nesse ponto.

ponto material: Termo utilizado freqüentemente no estudo de cinemática para descrever um objeto cujas dimensões são despresíveis no contexto do problema.

ponto triplo: É a pressão e temperatura na qual os três estados físicos da matéria (sólido, líquido e gasoso) coexistem em equilíbrio. Num diagrama de fases é o ponto de encontro das curvas de ebulição, sublimação e solidificação.

Pósitron: A antipartícula do elétron; um elétron carregado positivamente.

Potência: Taxa de realização de trabalho. Matematicamente é o quociente do trabalho realizado pelo tempo gasto. Unidade : J/s ou w (watt).

potencial de corte: Termo utilizado principalmente no estudo do efeito fotoelétrico. Indica o módulo da diferenca de potencial que deve ser aplicada entre as placas metálicas para impedir a passagem de corrente (elétrons).

potencial elétrico: grandeza física escalar definida como a razão entre a energia potencial elétrica adiquirida por uma carga elétrica e o valor da carga.

Precessão: Oscilação de um objeto que gira, de modo que o eixo de rotação traça um cone no espaço. Como bom exemplo temos o movimento de um peão.

Pressão: Termo bastante utilizado no estudo de fluidos. Mede a força por unidade de área que ''empurra'' a superfície.
primeira lei da termodinâmica: Veja: leis da termodinâmica.

Princípio de Huygens: Utilizado no estudo da Óptica. Diz que cada ponto da frente de onda da luz pode ser considerado como uma nova fonte de ondas secundárias.

Prisma: Sólido triangular feito de material transparente, tal como vidro, que decompõe a luz incidente por refração em suas cores componentes.

psi: Unidade de pressão correspondente a uma libra por polegada quadrada, equivale a 6894,75729317 Pa.

Pulsar: Fonte cósmica de radiação emitidas num curto (0,3 - 4 segundos) intervalo regular de tempo. Descoberta em 1968, acredita-se que sejam estrelas de nêutrons em rotação.

VOLTAR AO TOPO


Q

quanta: Singular de quantum (em latim). Indica uma unidade elementar. Ex.: O quanta de luz é o fóton.

Quântica: Veja na nossa seção de Física Moderna.

Quantidade de calor: Diz-se da energia térmica transferida entre dois corpos que estejam com temperaturas diferentes.

quantidade de movimento: Grandeza física vetorial dada pelo produto da massa pela velocidade da partícula.

Quark: Um grupo de partículas que são os constituintes fundamentais dos Hádrons (Prótons, Nêutrons, etc..). Existem seis tipos de quarks (e seis "anti-quars") são eles: up, down, strange, charm, bottom e top. Eles se atraem por intermédio da força nuclear forte (mediada por partículas chamadas "gluons").

quilo-: Prefixo que significa mil, como em quilograma = 1000 gramas.

quilowatt-hora: Abreviação: kWh. Quantidade de energia consumida a uma taxa de 1000 watts, por um período de 1 hora.

VOLTAR AO TOPO


R

radiação alfa: Radiação constituida por partículas alfas, isto é, núcleos de hélio com dois prótons e dois nêutrons.

radiação beta: Radiação constituida por partículas beta, isto é, elétrons (ou antielétrons) emitidos pelo núcleo de certos elementos instáveis.

radiação de Cherenkov: Radiação eletromagnética emitida quando uma partícula carregada atravessa um meio isolante com uma velocidade maior do que a velocidade da luz nesse meio. O brilho azul característico dos reatores nucleares é devido a essa radiação. Tem esse nome devido a Pavel Alekseyevich Cherenkov, prêmio nobel de física em 1958 e primeira pessoa a explicar tal efeito.

radioatividade: Processo em que núcleos atômicos emitem partículas energéticas.

Raio de Bohr: Uma distância fundamental em fenômenos atômicos definida como a = 0,5292.10-10 m.

raio gama: Radiação eletromagnética de alta freqüência/energia emitida por núcleos atômicos.

Raio Paraxial: Termo bastante utilizado no estudo de espelhos/lentes esféricas. São raios que incidem no instrumento óptico numa direção quase que paralela ao eixo principal. É uma das condições de Gauss para a formação de imagens nítidas.

Raio X: Radiação Eletromagnética com comprimento de onda menor do que a radiação ultravioleta. É produzida pelo bombardeamento de átomos por partículas da alta energia. O comprimento de onda de um Raio-X está na faixa entre 10-11 até 10-9 m.

rarefação: Região de uma onda longitudinal onde a pressão é reduzida.

receptor: Equipamento elétrico que ligado a uma DDP executa seu trabalho (energia útil) e dissipa outra parte. Num circuito elétrico é representado por uma força contra eletromotriz e uma resistência interna. É ligado num circuito de forma que a corrente passe no sentido do maior para o menor potencial. Ex.: Ventilador, geladeira.

receptor ideal: Receptor que não dissipe energia, ou seja: com resistência interna nula.

rede de difração: Série de fendas ou sulcos paralelos muito próximos entre si, usada para decompor as cores da luz por meio de interferência.

referencial inercial: Sistema de referência onde vale a primeira lei de Newton. Isto é: onde corpos se movem com velocidade constante (ou repouso) a não ser que sobre eles exista alguma força.

Refração: Fenômeno que ocorre com ondas quando elas mudam de meio de propagação. As frentes de onda sofrem um desvio dado pela lei de snell: N1.sen(x1)= N2.sen(x2).

Refração atmosférica: Desvio sofrido pela luz (proviniente de astros...) ao entrar na atmosfera terrestre. Devido ao fenômeno da refração e da crescente densidade do ar a medida que se aproxima da superfície terrestre a luz faz uma curva, conhecida como refração atmosférica.

refringência: Característica de um meio material que mede a dificuldade da luz em propagar-se nesse meio. Um meio é dito muito refringente quando a velocidade de propagação da luz nele é baixa.

refringente: Veja: refringência

relatividade: Veja a nossa seção de Física Moderna.

rendimento: A razão entre a parte útil e total de uma grandeza (em geral energia) gerada por um dispositivo físico.

René Descartes: (1596 - 1650) Foi o mais importante cientista francês do século XVII. Além de sua contribuição para o estabelecimento do conceito de quantidade de movimento, devemos a ele a invenção do sistema de cordenadas ´Cartesiano´ e da representação gráfica das equações algébricas.

Reostato: Um resistor de resistência variável.

resistor: Elemento de um circuito elétrico que oferece uma resistência à passagem de corrente elétrica. Pode ser usado para controlar a tensão e corrente de um circuito bem como para aquecer alguma substância através do efeito joule.

ressonância: Veja na nossa seção : Cotidiano!

Roemer: (1644 - 1710) Astrônomo dinamarquês que se tornou conhecido por suas obervações dos eclipses de um dos satélites de Júpter, com as quais foi possível concluir que a velocidade da luz não é infinita.

Rudolf Clausius: (1822 - 1888) Físico-matemático alemão que formulou a 2- Lei da Termodinâmica e ao qual se atribui a criação desta ciência, que estuda o calor e a temperatura. Exerceu o magistério superior em diversas escolas da Alemanha e da Suiça e, em 1850, ao ser designado professor de Física da escola de engenharia de Berlim, publicou um trabalho no qual ele apresentava a 2- Lei da Termodinâmica da seguinte maneira: ´O calor não pode passar espontaneamente de um corpo frio para um corpo quente´, sendo essa formulação conhecida como ´Enunciado de Clausius´, sendo possível mostrar que ela é equivalente à formulação moderna .
Rutherford: Veja: Ernest Rutherford.

VOLTAR AO TOPO


S

Sadi Carnot: (1796 - 1832) Físico e engenheiro do exército francês, mais conhecido por seu estudo sobre as condições ideais para a produção de energia mecânica, a partir do calor, nas máquinas térmicas. Apesar da importância deste estudo no desenvolvimento da ciência da Termodinâmica, ele foi inicialmente ignorado, talvez em virtude da liderança da Inglaterra na tecnologia das máquinas a vapor. Não era, portanto, esperado que um trabalho deste vulto surgisse na França. Trabalhando com as idéias da teoria do calórico, Carnot comparava o funcionamento de uma máquina térmica, que está relacionado com a perda de calor da fonte quente para a fonte fria, ao trabalho que é realizado pela água ao cair entre pontos de alturas diferentes. Embora essas idéias sejam hoje ultrapassadas, muitos dos resultados obtidos através delas são válidos ainda hoje, sobretudo sua previsão de que o rendimento de uma máquina ideal depende apenas das temperaturas da fonte quente e da fonte fria, não sendo influenciado pela substância usada no mecanismo. O reconhecimento deste grande trabalho ocorreu quando Clausius, na Alemanha, e Kelvin, na Inglaterra, desenvolveram a moderna teoria da Termodinâmica, incorporando nelas as idéias de Carnot. Interessado na melhoria da educação pública, Sadi Carnot morreu ainda jovem, aos 36 anos de idade, durante uma epidemia de cólera em Paris.

satélite: Projétil ou corpo celeste que órbita um corpo de maior massa. Ex: Lua e satélites de comunicação.

segunda lei da termodinâmica: Veja: leis da termodinâmica.

segundo: Veja a nossa seção ´Constantes e S.I.´ .

SI: Abreviatura para : Sistema Internacional de Unidades.

Snell: (1591 - 1626) Matemático e astrônomo holandês que, além de descobrir a lei da refração, desenvolveu um método para medir o raio da Terra. A lei de Snell da refração, apesar de ter sido descoberta em 1620, só veio a ser amplamente divulgada através da obra Dioptrica, publicada em 1703 pelo também físico holandês C. Huyghens.

sombra: Região escura que surge quando os raios de luz são bloqueados por um objeto opaco.

Substância isótrópica: Veja: Isotrópico

supercondutividade: Veja: supercondutor.

supercondutor: Termo atribuido ao fenômeno que certos materiais revelam ao conduzir corrente elétrica sem oferecer qualquer resistência (R=0). Em geral isso ocorre a baixíssimas temperaturas. A explicação desse fonômeno se deu através do emparelhamento de elétrons chamado de ´pares de Cooper´, descoberta esta que deu o prêmio Nobel ao seu criador.

supercondutores: Veja: supercondutor.

SuperNova: Uma explosão estelar na qual a energia irradiada pela estrela aumenta por um fator de 1000 vezes. Uma explosão desse tipo ocorre quando a estrela já queimou toda a sua reserva de combustível nuclear e seu núcleo colapsa.

Supersônico: Diz-se do objeto que viaja com velocidade superior à do som. Aproximadamente 1200 km/h.

VOLTAR AO TOPO


T

T. Young: (1773 - 1829) Médico e físico inglês, conhecido sobretudo pelo fato de ter conseguido obter interferência com a luz. Foi o primeiro a propor que as ondas luminosas deviam ser transversais, e não longitudinais, como pensavam os outros cientistas da época. Contribuiu também para decifrar a antiga escrita dos egípcios (hieróglifos).

tau: A mais pesada das partículas elementares da classe dos léptons.
Temperatura Absoluta: Uma temperatura medida em relação ao zero absoluto, o zero da escala Kelvin.

teorema de Arquimedes: Quando um corpo é imerso total ou parcialmente num fluido em equilíbrio sob a ação da gravidade, ele recebe do fluido uma força (empuxo). Tal força tem sentido contrário à gravidade e intensidade igual ao peso do fluido deslocado pelo corpo.

teorema de Pascal: Um incremento de pressão comunicado a um ponto qualquer de um líquido incompressível em equilíbrio transmite-se integralmente a todos os demais pontos do líquido, bem como às paredes do recipiente que o contém.

teorema de Stevin: A diferença de pressão entre dois pontos de um líquido homogêneo em equilíbrio sob a ação da gravidade é calculada pelo produto da massa específica do líquido pelo módulo da aceleração da gravidade no local e pelo desnível (altura) entre os pontos considerados.

teoria da relatividade: Veja a nossa seção sobre Física Moderna.

tera-: Símbolo: T. Prefixo utlizado no sistema métrico para indicar 1.000.000.000.000X. Ex: 10^12 volts = 1 teravolt.

terceira lei da termodinâmica: Veja: leis da termodinâmica.

termodinâmica: Estudo do calor e sua transformação em energia mecânica. Veja também: leis da termodinâmica.

termologia: Parte da física que estuda o calor, a temperatura, as mudanças de estado, etc.

termostato: Tipo de válvula, ou chave, que responde a variações de temperatura, usada para controlar a temperatura de um sistema.

Tesla: Símbolo: T. A unidade do S.I. que indica a densidade de fluxo magnético. 1 Tesla é o fluxo de 1 Wb/m^2.

torque: Produto da força pelo comprimento do braço de alavanca, que tende a produzir uma rotação no sistema.

Trabalho: O trabalho realizado por uma força que age num corpo é definido como o produto escalar entre a força e o deslocamento do corpo. Para uma força constante temos: Trabalho = F x d.

Trajetória: Ao estudarmos o movimento de um corpo atribuímos a cada instante de tempo uma posição. O conjunto de todas essas posições dá a trajetória do corpo em um dado sitema de referência. Referenciais distintos implicam em trajetórias distintas.

transformador: Dispositivo utilizado em circuitos elétricos/eletrônicos para aumentar ou diminuir a voltagem. Pode também ser utilizado para transferência de potência entre bobinas, através da indução eletromagnética.

trítio: Nome dado ao isótopo radioativo do hidrogênio cujo núcleo possui (além do próton) dois nêutrons.

VOLTAR AO TOPO


U

u: Abreviatura para unidade de massa atômica.

ua: Abreviatura para unidade astronômica.

Ultra-Som: Ondas de pressão (som) cuja freqüência é superior a 20.000 Hz e, portanto, inaudíveis ao ouvido humano.

Ultravioleta: Abreviatura : UV. Ondas eletromagnéticas de freqüências maiores que as da luz visível (imediatamente superior a cor violeta).

umidade: Medida da quantidade de vapor d´água existente no ar.

unidade astronômica: Medida de distância largamente utilizada em astronomia, corresponde a 1,495979.10^11 m.

VOLTAR AO TOPO


V

Vácuo: Uma região do espaço na qual se tem uma pressão baixa de gás, isto é, relativamente poucos átomos ou moléculas. O vácuo perfeito seria a ausência completa de átomos e moléculas mas isso seria impossível de ser alcançado uma vez que todos os materiais tem uma pressão de vapor finita e liberam átomos para o meio.

valor absoluto: sinônimo para módulo. Ex: O valor absoluto do número -10 é 10.

Vazão: Medida do fluxo de um determinado fluido. Pode-se definir uma vazão em volume (em metros cúbicos por segudo, por exemplo) ou em massa (em kilogramas por segundo, por exemplo).

Velocidade escalar: Magnitude do vetor velocidade.

velocidade escalar média: grandeza física definida pela razão entre a variação na posição de um corpo pelo tempo transcorrido.

velocidade média: Veja: velocidade escalar média ou velocidade vetorial média.

Velocidade vetorial: Veja: Velocidade.

velocidade vetorial média: grandeza física definida pela razão entre o vetor deslocamento de um corpo e o tempo transcorrido nesse deslocamento.

vergência: A vergência de uma lente é o inverso da sua distância focal (1/f).

Vetor (Grandeza Vetorial): Uma quantidade na qual a magnitude e a direção precisam ser determinadas. Força, velocidade e campo são bons exemplos de grandezas vetoriais. Essas grandezas são usualmente escritas com uma pequena seta acima do letra que a indica.

Vetorial: Veja: Vetor.

Viscosidade: Uma medida da resistência ao escoamento de um fluido.

Volt: Unidade do S.I. que mede o potencial elétrico. Def: 1V = 1J/C.

Vórtice: Trajetória inconstante/turbulenta em redemoinho de um fluido.

VOLTAR AO TOPO


W

Watt (W): Unidade do S.I. para potência. 1 W = 1 J/s.

Wilhelm Leibnitz: (1646 - 1716) Filósofo e matemático alemão, foi contemporâneo de Newton, tendo ambos, independentemente, estruturado as bases do Cálculo Diferencial e Integral. Em virtude disso, surgiu entre eles uma longa polêmica, com acusações mútuas de plágio.

Worm Hole: Uma solução das equações de Einstein da Relatividade Geral que conecta duas regiões distantes do espaço. Ainda não existem evidências experimentais da existência de WormHoles mas, caso encontrados, serão como túneis no espaço-tempo.

VOLTAR AO TOPO


X

VOLTAR AO TOPO


Y

VOLTAR AO TOPO


Z

Zênite: O ponto na esfera celeste que se encontra diretamente sobre o observador.

Zero Absoluto: A temperatura mais baixa possível para qualquer substância. Nessa temperatura, moléculas não teriam energia cinética. É equivalente a -273,15°C.

VOLTAR AO TOPO

 

Professorgomes.com.br
Copyright 2010 - Todos os direitos reservados.